♥ postado em 08, julho de 2013 • sobre: Uncategorized

Sim, eu falei que o Elie Saab é meu libanês favorito, mas não podemos esquecer seu conterrâneo brilhante, Zuhair Murad.

Embora muitos achem as duas marcas semelhantes demais, eu vejo muita diferença, principalmente na concepção das roupas.Elie Saab trabalha baseando-se em uma lady delicada e sensual, já Zuhair Murad numa celebridade que quer ousar, chamar atenção, sem vulgarismo, mas com excentricidade e muita sensualidade.
Os dois são brilhantes, isso é fato comprovado e de common knowllege, mas vamos conferir a última coleção outono/inverno 2013/2014 que foi exibido durante a Semana de Alta Costura em Paris?

Dá pra notar a sensualidade implícita e explícita na selvageria dessa mulher? Ela se veste sem grandes exibicionismos, mas sempre um detalhe deixa claro que ela não brinca em serviço e que quer mais, e esse ‘je ne sais quoi’ das criações do libanês se destaca e o diferencia da delicadeza quase angelical de Elie Saab. A mulher Zuhair Murad é um leão em pele de cordeiro.

E ele não esqueceu de belas composições de vestidos mais curtos, mas mesmo assim, poderiam ser facilmente usadas à noite com os certos acessórios. Apesar de que eu já acredito que a própria roupa já é o acessório. Nota-se a ausência de jóias, acessórios ou outros truques de stylist nas modelos, porque? Por que o vestido não precisa de mais nada, ele é a roupa e o acessório, e tudo mais que você quizer, um sapato alto e voilá, diva eterna.

 Usou e abusou de azul na cartela, seguindo a tendência das outras maisons, mas mesmo seguindo a cartela, não pareceu imitação nem adaptação de nenhum outro desfile, muito atêntico repleto de belíssimas criações.

E como não podia deixar de ser, uma de suas mais fiéis clientes foi esbanjar sua beleza por lá. E pensar que há quem diga que mulher após o namoro fica desarrumada, acho que nunca vi K-Stew mais linda. Sempre de make poderoso e penteado dyvo, arrasou num macacão do próprio estilista e amigos scarpins, there you go, girl!

Pois é, ele me gusta mucho, sério. Lembro do vestido que me chamou atenção às suas criações, foi o da Nina Dobrev nos Emmy 2010, queria por tudo fazer na formatura, mas como eu acho que um vestido dreamy como esse merece o respeito devido e o tecido devido, não fiz por que não achei a renda que ele tem, ou algum similar, até porque esse vestido não sai por menos de 20.000 dólares, ok?

Não é um sonho? E é um drapeado perfeito…enfim, daqui alguns anos quem sabe não vira meu vestido de casamento #megasena,oi. Não me lembro quem foi, mas até tentaram usar o design dele, ficou bem bonito, mas acho que a magia do vestido tá no contraste das texturas do drapeado com o tecido amassado e os paetês e rendas do busto. #amoraprimeiraclicada

Enfim, vai aí outra coleção dyva dessa Semana de Alta Costura que está fazendo nosso coração, e bolso disparar!

Xoxo,

Mim Plech.

Deixe o seu comentário!

LAYOUT DESENVOLVIDO POR CHERRY DESIGN • TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE MIMIQUICES | 2016
Scroll To Top Array ( [marginTop] => 100 [pageURL] => [page] => [width] => 292 [height] => 300 [alignment] => left [color_scheme] => light [header] => header [footer] => footer [border] => true [scrollbar] => scrollbar [linkcolor] => #2EA2CC )
Please Fill Out The TW Feeds Slider Configuration First