Ontem foi o dia do leitor, e não existe função melhor na vida, ao menos para mim, do que ler. Sério, é como viver várias vidas em apenas algumas páginas. Eu nunca pulei de paraquedas, nunca vivi um amor épico, nunca viajei de carruagem pelo interior da Inglaterra, ou fui parar em um orfanato macabro no País de Gales. Eu nunca entrei em um reino encantado, ou descobri um jardim mágico. Nunca falei com fadas e voei de balão mágico. Mas nos momentos que li as páginas desses livros, eu fiz tudo isso. Senti aquele friozinho gostoso na barriga, sorri, chorei e senti tudo intensamente. Essa é a sensação que um livro bem escrito passa para nós. E queria mostrar nesse post livros que me encantaram em 2013, ou livros que quero ler em 2014. E o meu preferido, claro.

Provavelmente, foi o livro mais comentado do ano: A Culpa É das Estrelas, de John Green. É simplesmente…perfeito. Sério, é triste, mas não é. Ele tem um tópico difícil de lidar, amor entre adolescentes com câncer, mas a narrativa e a personagem principal simplesmente tem o humor negro mais adorável que existe, e ela te faz viajar em suas piadas, e no encantador Augustus Waters. 

Essa escritora brasileira roubou meu coração, sério. Nunca tinha lido um livro juvenil tão gostoso e viciante quanto essa coleção da brasuca, Paula Pimenta. Fazendo Meu Filme, me viciou, de cabo a rabo, como diz o nordestino. O quatro, então, quase morro de fortes emoções.

Uma das coisas mais legais da série, é que a cada capítulo ela começa com uma frase de um filme (ideal para uma cinéfila como eu!) e sempre tem alguma música já conhecida e amada nos capítulos. E ao fim do livro, tem a relação de filmes e músicas. Hein? Hein? Já tá interessada em ler?

Sou apaixonada por Nicholas Sparks e isso não é nenhuma novidade. Mas me surpreendi com esse livro, O Milagre. Tão pouco comentado, só achei procurando online algum livro do Nicholas Sparks, e vi que tinha relação à histórias de terror, e eu adoro uma história terror + romance. O livro foi tão bom, que fiquei super feliz quando soube que tinha uma já lançada sequência, que ainda estou lendo, À Primeira Vista. Se vocês querem um amorzinho fofo, em cidade pequena, simples e fofo, voilá.

Gente, tudo bem que esse livro me foi recomendado pela minha peculiar amiga Trinny (com todo amor no coração, claro, te amo!) eu não esperava amar tanto. Eu já tinha ouvido falar nele, mas viciei. Sério, leiam. Não quero falar nada para vocês não acharem que estou exagerando, só digo para lerem. O livro é ótimo. É um menino, que passou sua vida ouvindo histórias bizarras de seu avô, que sobreviveu à Segunda Guerra Mundial, em um orfanato no País de Gales, aí sua vida dá uma reviravolta e ele começa a descobrir mais sobre as histórias de seu avô, fugido da Polônia. O nome em português é: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, de Ramson Riggs. Não se deixe enganar pelo nome, vale a pena.

Foi meu primeiro livro de 2014! Coisa de criança, né? Não, não é. Sério, o livro parece direcionado para adultos, muito mais que para crianças, quando você o lê novamente, acho que dá para entendermos REALMENTE o que ele quer dizer. O Pequeno Príncipe, de Antoine Saint-Exupery.

E, vocês provavelmente já sabem, mas não dá para deixar de falar do meu livro favorito: Orgulho e Preconceito. Dificilmente é o livro mais original do mundo para se favoritar, mas sério, alguém de vocês já leu? O livro é simplesmente DELICIOSO. Os personagens, o desenvolvimento, as falas, tudo envolve você de uma forma irresistível. Sou uma total freak, nenhuma novidade, mas revelo, é meu livro anual. Todo ano, perto do Natal, o leio novamento. E sempre pareço vê-lo com outro ponto de vista, mesmo sendo a mesma edição, da obra do século XIX. A mudança provavelmente, ocorreu em mim. E parece que a cada leitura, encontro um pouco mais de mim na Elizabeth, na Jane, até mesmo no Mr. Darcy e em cada um dos personagens. LEITURA OBRIGATÓRIA! ORGULHO E PRECONCEITO – JANE AUSTEN.

Comprei vários livros agora em Salvador, comprei do Ramson Riggs, comprei Style, da Lauren Conrad, Eu Não Consigo Emagrecer (hehehe, sinto sua piadinha aí do outro lado) sobre a dieta Dukan, de um médico francês muito famoso mundo a fora, que já vendeu 30 milhões de cópias. Não resisti e comprei online aquele que Dezesseis Luas cita no filme, do Bukowski, “You Get So Lonely At Times It Just Makes Sense”, e também de John Green, O Teorema de Katherine, e Cidades de Papel. Quero o mais recente, Quem é você, Alasca? mas não tinha lá!

“Eu amo livros. Eu amo aquele momento em que você abre um e entra na história, escapando do mundo em uma história que é mais interessante do que a sua jamais será.” Elizabeth Scott

A menos que você tenha estudado em Hogwarts, casado com o Mr. Darcy, virado vampira, conhecido o Orfanato, Narnia, se tornado Khaleesi, Mhysa e Rainha dos Sete Reinos e sentado no Trono de Ferro, tomando uma cerveja amanteigada com Dumbledore, Gandalf e Ned Stark. Aí sim, sua história é mais interessante que meus livros. Ok?

Xoxo,

Mim Plech.

Deixe o seu comentário!

LAYOUT DESENVOLVIDO POR CHERRY DESIGN • TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE MIMIQUICES | 2016
Scroll To Top Array ( [marginTop] => 100 [pageURL] => [page] => [width] => 292 [height] => 300 [alignment] => left [color_scheme] => light [header] => header [footer] => footer [border] => true [scrollbar] => scrollbar [linkcolor] => #2EA2CC )
Please Fill Out The TW Feeds Slider Configuration First