Arquivo de 'Uncategorized'



♥ postado em 14, julho de 2014 • sobre: Uncategorized

CHORAMOS, RIMOS, DIVERTIMOS E NOS DIVERTIMOS…

A Copa foi incrível, não importa se perdemos de 7×1 (tipo…7 A 1…SETE A UM…SEEEEEEEETE A UM!), mas a verdade é que tivemos uma Copa linda, com a torcida sempre muito animada, cantante e os ânimos mais exaltados possíveis.

Tudo bem, perdemos. Mas cara, nunca vou esquecer da forma mais linda, alta e orgulhosa que cantamos o nosso belo hino. A forma como apoiamos os países estrangeiros e até zoamos os argentinos (hehehe, impagável!). Deixamos essa Copa no passado, mas não vamos guardar a camisa, vamos vesti-la em outubro nas Eleições, e vamos vesti-la em novembro, dezembro e todos os dias de nossa vida, vamos ser brasileiros além da Copa, vamos ser brasileiros 24/7! Eu acho que a torcida mais importante que devemos fazer parte.

A Alemanha conquistou nossos corações (tudo bem que meu coração já estava conquistado por eles desde 2006, haha), mas dessa vez o país inteiro caiu nas graças de Schweini e Poldi. Todas querem um pedaço de Neuer, e Hummels. A Holanda nos encantou com belos gols, e a Espanha nos divertiu com poucos (HAHA, perco os amigos, não a piada!), EUA mostrou estar começando a gostar mais do futebol DE VERDADE, e INGLATERRA, meus amados, foram para casa com o rabo entre as pernas. PORTUGAL saiu sem vergonha na cara e MÉXICO encantou a todos e a COSTA RICA também. Zuñiga manchou a imagem da seleção da COLÔMBIA ao machucar nosso craque e a ITÁLIA chispou na primeira fase também.

Entre blood, sweat and tears, nos divertimos e sofremos, a copa foi um sucesso e mesmo temos perdido de SETE A UM, ganhamos muitos fãs para nosso país, estimulamos a nossa economia, claro, HOUVE MUITO ROUBO E CORRUPÇÃO, mas é Brasil, e isso não se muda da noite pro dia. Vamos lutar das formas que podemos para mudar isso, mas até lá, vamos ter orgulho do que temos, e não destruir, e lutar pelo que precisamos.

OK?

EU SOU BRASILEIRA, COM MUITO ORGULHO, COM MUITO AMOR!

Bisous,
Beijinhos,
Kisses,
Küsses,
Bacis,

Mim Plech.

♥ postado em 14, julho de 2014 • sobre: Uncategorized

AEEEEW, a Copa acabou, voltaremos a usar cores fofas e pastéis, certo??? NÃO! Vamos investir nas cores e deixar a vida mais linda…

Macacão arrasa e acho uma peça SUPER IT. Sério, para as baixinhas, alonga, para as altas, disfarça a altura. Uma estampa interessante, colorida e divertida deixa tudo mais criativo e acessórios chamativos deixam tudo mais estiloso.

 Elie Saab, porque não, né? Bom, para quem PODE, wowww, amo. Acho esse vestido digno de dia e noite, você usa de um dia de diversão no sol, um casamento diurno, até um evento ou festa a noite, a maquiagem e o sapato que vão fazer a diferença nesse caso. Acho bem legal com rasteirinha pro dia.

Óculos belos que combinem com seu suéter, why not, RIGHT?

Amo cores pastéis, para mim, melhor que qualquer cor super vibrante, eles são minha preferência. Ok, tudo bem que eu sou pálida, mas sei lá, deixa tudo tão mais girlie e cute. #hahaha I’m such a girl 😀 Mas fica ainda mais lindo nas morenas, ok? Destaca a cor bela das mulatas #fikdik

Porque verde é vida, e cropped também! Porque não com uma bolsa amarela?

Thássia não é lá minha blogueira preferida, mas a garota sabe escolher uma estampa, TÁ? Achei muito fofo o vestido e a sandália deixou tudo mais interessante.

Quem foi que disse que o blazer é um detalhe da roupa? Porque não ser o principal? Amo esse look rosa, fica super estiloso e até descolada, o sapato rosa claro ficou o toque especial. Dica? Usa um sutiã rosa de renda por baixo, fica show.

 Estampas, estampas, estampas. WHY NOT? Estou numa fase de estampas, e de vestidos…E esse look caiu exatamente no meu gosto. E no seu?

 Um lenço faz TODA diferença. Acho que estamos numa fase da indústria que a mistura é a parte mais importante do streetstyle, a peça em si não ganha tanto destaque se a combinação não for feita com muita personalidade.

E aí? O que você acha dessa minha fase fanática de vestidos estampados? Wow, nunca me senti tão girlie na vida. Sei que está inverno, mas nada que um blazer e lenço não resolvam, não é?
Leggins também são vida, tá? É ideal para as garotas que querem se vestir com criatividade e conforto. Tem coisa coisa mais confortável que leggins e tênis? I love it!
As cores estão à nossa disposição, porque não lhes dar muito amor e abusar delas?
Bisous,
Mim Plech.

Pra quem não sabe, no final de janeiro, me mudei pro Rio de Janeiro para correr atrás de um sonho antigo: Estudar Design de Moda. Ao sair do colégio, fui aprovada no vestibular de Direito, e ingressei no curso, mesmo sem saber se era isso mesmo que eu queria, e ao longo dos três anos que estudei as Leis, descobri que aquilo não era pra mim. Era um curso lindo, claro, para pessoas inteligentes e apaixonadas pelo Direito, e como uma eterna apaixonada das Artes e da Criação, eu simplesmente não me encaixei naquele contexto. E depois de muita oração, desejo e esforço, entrei pro curso que queria: Design de Moda.

E não é que eu estou amando?

 Eu tive a oportunidade incrível de pegar um autógrafo da Bruna Vieira, blogueira que eu acompanho e gosto muito e ainda conhecer muita gente legal num evento na Travessa!

 Nosso projeto final de Antropologia foi fazer uma releitura moderna do Mágico de Oz, e a nossa ficou super linda, e foi até convidada a ser mostrada no desfile final da Estácio. A Dorothy ficou original, até por que é uma roupa eterna e a personagem mais conhecida por nós!

 Não é all work e no play, teve amigo secreto de páscoa pra engordar a gente! E o meu amigo secreto foi meu ruivo preferido que ganhou uma barra que eu mesma fiz, com uma embalagem super fashion!

Minha turma se uniu para ir ao CCBB, Centro Cultural Banco do Brasil para conhecer a Mostra de Salvador Dali que está tendo esses meses no Centro do Rio. INCRÍVEL, gente. Ele era magistral, fez altos trabalhos e não tinha só DALI lá, vimos Basquiat, Picasso e muito mais! Recomendo para quem estiver por aqui, é uma exposição realmente maravilhosa!

 Me apaixonei pela revista Company, tipo uma Teen Vogue ou uma Vogue mais jovem e descolada inglesa, viciei e compro todo mês! Elas tem as melhores cover girls e matérias EVER.

 Glamour fica na passarela, por que se tem uma coisa que eu aprendi esse semestre, foi que modelagem é difícil SIM e parabéns para os modelistas de talento aí fora, vocês tem todo meu respeito! 😉

 Tá achando tudo fácil? Que tal você fazer um ursinho de pelúcia? Só que sem ser de pelúcia, e relacionado a uma flor, com simbolismo e conceitos baseadas na flor? Hmmmm, nada fácil, professor Felipe, nada fácil.

Mas após muita dor de cabeça, noites sem dormir, dedinhos furados de alfinetes e uma ajuda angelical de uma amiga muito querida, voilá, nasceu meu “ursinho do demônio”, assim chamado por ter três pernas, três orelhas e três braços. Tadinho, só porque é estranho não significa que é do mal!!! E foi feito com muito carinho, tá? Humpft.

 Muitos projetos, planejamento, foi isso uma das coisas que mais amei no curso: ele instiga sua cultura, faz você ter mais imaginação, é como uma academia para seu lado criativo. Desperta o criador que existe dentro de você.

Desenho NÃO é fácil, mas foi uma das minhas matérias preferidas. Passei manhãs, tardes e noite praticando, riscando, me xingando, praticando mais, decalcando, tentando reproduzir desenhos de ilustradores famosos, me apaixonando pelos desenhos do Hayden Williams e me matando por não ter 50% do talento dele, mas no final, consegui uma grande melhora e isso basta…por enquanto.
Um dos meus maiores orgulhos até agora, só possível com a ajuda e trabalho conjunto do meu grupo maravilhoso: Carlinhos, Gabi, Iara, Telassim e Talita!

 E que tal um trabalho para casa? Tipo, uma roupa feita só de saco plástico? Achou fácil? Bom, tente em casa para ver…Dedos quase sem digital, blood, sweat and tears…hahaha, mas com muito esforço e trabalho, nada substitui a sensação de ver sua idéia virando realidade. E o resultado, é encantador.

Gostaram da minha crinolina moderna? 

 Ah, e minha turma é incrível! Não é todo mundo que tem essa sorte…

E alguns looks do dia, ao contrário do que se pensa, o Rio FAZ FRIO SIM, mas não tanto quanto eu gostaria ): E aprendi por que a gente vê os estilistas daquelas coisas MARAVILHOSAS, vestindo só uma tee e uma calça jeans ou até moletom…CONFORTO É ESSENCIAL. Quando você passa 70% ou mais do seu dia na rua, você não vai conseguir alcançar nem 30% naquele salto mara.

E então é isso, gente. To aprendendo a amar cada vez mais esse mundo, a vida me ensina a cada dia e sei que ainda tenho uma grande estrada de tijolos amarelos pela frente, mas nunca estive tão empolgada por andar nessa jornada. Obrigada a todos que estão comigo nela e vamos lá! #VAMOSNOSFORMAR Piada interna, tá? kkkkkkkk

Bisous,

Até o semestre que vem!!!

Mim Plech.

Sabe aquelas peças qeu você diz: wow, isso sim é ostentação? Bom, essa “ostentação” é a Alta Costura, que ao contrário do que você pensa não é apenas roupa de exclusividade, mas são marcas convidadas pela “Chambre Syndicale de la Haute Couture”, um sindicato criado por Charles Frederick Worth para regrar e organizar esse tipo de arte tão exclusiva e luxuosa.

Sim, muito exclusiva. Algumas das exigências para a peça ser considerada de Alta Costura são, por exemplo, ter sede criativa em Paris, uma quantidade máxima de artesãos por peça, produção de matéria prima exclusiva, dentre outros. É, bem, né pra mortais como nós não.

Mas, teorias à parte, está rolando a Semana de Alta Costura Parisiense, e alguns desfiles me deixaram doidinha, e eu queria dividir com vocês. Preparados para ostentar?

GIAMBATTISTA VALLI

Eu simplesmente amei a coleção, achei super elegante, moderna, feminina e descolada ao mesmo tempo. Eles colocaram umas capas, ou manto em alguns looks, e eu achei super lindo. A leveza e caimento das peças é notável, e ela aparenta ser confortável, acho que por isso que a marca continua sendo queridinha de muitas it girls e jet setters.

DIOR 


Ok, vou mandar a real. O desfile foi lindo, impecável, como tudo que se espera de um desfile da Dior: peças bordadas com perfeição, formas que valorizam o corpo feminino, cores elegantes e muitas peças baseadas na forma criada por Monsier Dior no “New Look”, mas eu sinto falta daquele pedaço de extravagância e surpresa que a marca costumava ter sob a criação de Galliano. Adorei o desfile, mas Raf Simmons ainda não roubou meu coração.

JEAN PAUL GAULTIER

Gaultier usou como tema o mundo teatral dos vampiros e submundo. Eu, particularmente, amei. Tipo assim, sem noção, eu amo teatro e amo essa vibe mistério + sombras, achei que o desfile ficou elegante, usável e memorável sem precisar apelar. Adorei a trilha sonora, essa música é top da minha lista de malhar e amei o brilho da coleção, já fico imaginando o look no tapete vermelho, Rihanna ou outra it girl maravilhosa brilhando no Gaultier. E ps.: Já escolhi meu look para assistir a final e torcer pra ALEMANHA!
Isso é que é beijinho no ombro, gata! HAHA torcida Alemanha by Gaultier. Se cuida, Argentina!
Até agora os desfiles estão simplesmente deslumbrantes, não acham? Adoro a Semana de Alta Costura, e fique ligado para os desfiles de Chanel, Versace, Valentino, Elie Saab e Zuhair Murad! 
Bisous,
Mim Plech.

♥ postado em 10, julho de 2014 • sobre: Uncategorized

Eu adoro quando um look está todo básico e tem UMA ou OUTRA coisa que se destaca, que o faz diferente. É isso na Moda que me fascina. Esses pequenos detalhes que mostram um pouco mais de quem somos, ou até de quem queremos ser.

As tendências estão aí para ser seguidas, você pode até virar uma fashion victim em um momento, mas garanto, se você decidiu usar aquilo, é por que alguma coisa de você aquilo tinha. Afinal de contas, uma mulher não consegue usar algo que não ache que vá valorizar a sua imagem (mesmo que ela seja a única que se imagine bela na roupa), então fashion victim, até pode ser, mas sem personalidade? NUNCA.

A indústria da Moda é uma das maiores do mundo, no Brasil, chegar a ser o terceiro maior setor da economia, no entanto, ainda existem as criaturas que dizem que Moda é FUTILIDADE, ou PERDA DE TEMPO. Toda vez que eu ouço isso, lembro da maravilhosa Miranda Priesley, personagem de Meryl Streep “explicando para Andy (Anne Hathaway)” que não importa o quanto ela se ache cool ou mais inteligente por não se importar com essas “coisas” de moda, ela está inserida nesse contexto.

“Miranda – Algo engraçado?
Andréa – Não, nada. É que para mim estes dois cintos são iguais. Sabe, eu ainda estou aprendendo sobre esta… “coisa”.
Miranda – Esta “coisa”? Ah, entendi. Você acha que isso não tem nada a ver com você. Você abre o seu guarda-roupa e pega, sei lá, um suéter azul todo embolado porque você está tentando dizer ao mundo que você é séria demais para se preocupar com o que vestir. Mas o que você não sabe é  que esse suéter não é somente azul. Não é turquesa. É “sirílio”. E você também é cega para o fato de que, em 2002, Oscar de la Renta fez uma coleção com vestidos somente nesse tom. E eu acho que foi Yves Saint Laurent, não foi? Que criou jaquetas militares em sirílio. Eu acho que precisamos de uma jaqueta aqui. Então o sirílio começou a aparecer nas coleções de muitos estilistas. E logo chegou às lojas de departamentos. E acabou como um item de liquidação nessas lojinhas de beira de esquina. E foi assim que chegou a você. Sem dúvida, esse azul representa milhões de dólares em incontáveis empregos. E é meio engraçado como você acha que fez uma escolha que te exclui da indústria da moda, quando, na verdade, você está usando um suéter que foi selecionado para você pelas pessoas nesta sala entre uma pilha de “coisas”.”
GENIAL.
Sério, o que mais eu poderia dizer? Não importa o quanto você a ignore, a Moda faz parte da sociedade, e é um indicador dela, seja pro “bem” ou pro “mal”.Há uns anos atrás, você poderia dizer muito sobre uma pessoa através do que ela veste, sua classe social, seus gostos, até uma parte do seu inconsciente. Hoje vivemos em uma sociedade de poucas ou nenhuma barreira, todos são tudo e a Moda não é mais uma lei, é uma mistura, é uma consequência de várias escolhas espalhadas por tempo e lugar. Aquela menina que você viu passando por você na faculdade usa uma calça da Diesel, mas ao mesmo tempo usa uma blusa da Marisa ou da C&A. E aí? Ela tem muito dinheiro ou pouco? Sua calça jeans é básica, mas sua blusa é toda bordada, ela usa batom rosa, mas olhos esfumados bem pretos: Ela é patricinha? Ou é básica? Ou é descolada? Ela é o que quer ser. E é esse o momento em que nos encontramos na Moda.
Recentemente, Karl Lagerfeld nos apresentou um supermercado de estilos, em um desfile da Chanel. Achei uma metáfora bem digna, afinal de contas, hoje nos vestimos quase como numa feira, objetos caros e baratos, escuros e claros, você não precisa definir, sim misturar, bagunçar, imaginar. 
Segundo a minha família, eu sempre fui muito “cabeça na lua”, um defeito aos olhos deles; eu discordo, acho que ser sonhadora, como me vejo, é mais um dom do que um defeito: a imaginação unida ao conhecimento é a chave para grandes descobertas, alegrias e realizações, então espero que você vá ao supermercado e compre um pouco de liberdade, criatividade, diversão e muita personalidade! E vista seu personagem do jeito que seu roteiro do dia mandar, sem regras, leis ou exigências, sendo o mais autêntica possível.
Para todos aqueles que pensam que são inteligentes demais ou tem coisas melhores para se preocupar do que meras roupas, ANDE PELADO…Pois qualquer peça que você escolher, tem um histórico muito maior do que sua cabecinha preconceituosa e “culta” pode imaginar!!!
Bisous,

Mim Plech.

LAYOUT DESENVOLVIDO POR CHERRY DESIGN • TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO SITE MIMIQUICES | 2016
Scroll To Top Array ( [marginTop] => 100 [pageURL] => [page] => [width] => 292 [height] => 300 [alignment] => left [color_scheme] => light [header] => header [footer] => footer [border] => true [scrollbar] => scrollbar [linkcolor] => #2EA2CC )
Please Fill Out The TW Feeds Slider Configuration First